Caminhada Carnaval 2019 – O Que Torna Um Caminho Bom

Carnaval 2019

 Silvana Pisani

Este ano deixamos pra trás a muvuca, a batucada, as aglomerações de pessoas e os engarrafamentos e fomos curtir o feriadão de Carnaval na santa paz da serra catarinense, mais especificamente em Bom Retiro. Que maravilhosa escolha fizemos! O município faz jus ao nome: sua natureza é exuberante, com pastos naturais e águas puras que, no tempo dos tropeiros, serviam para reabastecer cavalos e homens que viajavam de São Paulo ao Rio Grande do Sul.

Já na manhã de sábado estávamos, os cerca de 45 peregrinos, caminhando em direção à sede da Fazenda Santa Luzia, lugar confortável e acolhedor onde nos instalamos os quatro dias. O proprietário, Méris Buratto, nos aguardara em um ponto combinado da estrada de chão. Dali percorremos os cerca de 20 km até a fazenda, um caminho de belas paisagens coalhado de aprazíveis propriedades rurais e parreiras muito bem cuidadas. À sombra delas degustamos deliciosos cachos de uva isabel. Colhidos inteiros, conforme orientação de Méris, para não atrair pragas e insetos que podem prejudicar o parreiral.

Méris é uma figura ímpar, a alma do seu negócio. Ele acompanha tudo de perto, orienta os colaboradores em cada detalhe da atividade. “O único lugar em que o sucesso vem antes do trabalho é o dicionário”, afirmou. E percebe-se que leva a máxima muito a sério, pois nem ele nem os colaboradores poupam esforços para agradar os hóspedes.

Cheio de energia, guiou-nos por lindas trilhas dentro e fora da fazenda durante três dias, acompanhado na empreitada pela esposa, Bruna, uma querida. Todos os dias nós orávamos antes de caminhar, como é tradição na Acacsc. E todos os dias Méris dizia que a trilha iria ser curta, plana e sem muitos obstáculos. E todos os dias isso se revelava uma deslavada mentira! Rsrsrsrsrsrs…

Passamos por lindos pastos naturais, paredões de pedra, caminhos de plantações de eucaliptos, arbustos e flores silvestres de variadas cores e aromas. Também mirantes de onde se descortinavam os contornos de formosas montanhas. Tudo muito bonito, mas nada fácil, como se presume de caminhadas em serras. Sobe e desce, sobe e desce, sobe e desce…Méris sempre dizendo que aquela subida seria a última, até aparecer mais uma!

Mas, de conversa em conversa, de risada em risada, um passo após o outro, íamos subindo até chegar. Uma novidade nesse passeio foi que houve almoços durante o dia, no meio do mato, montados pelo pessoal da fazenda. E com direito a aperitivos, muita cerveja e deliciosas caipiras! Foi maravilhoso comer frango com farofa sob as árvores contemplando cavalos soltos bem ao nosso lado. Em outra parada, logo adiante, costela na brasa com pão e saladas. Outro dia feijoada e, no terceiro, carreteiro. Tudo delicioso, mas o mais saboroso mesmo era o contexto: os amigos, o tempo firme, a sombra, o cheiro das árvores….Ah, sim, e os vários cachorros que nos acompanharam em todos os percursos! Como ficavam contentes com qualquer osso ou pedaço de linguiça que a gente atirava pra eles!

Na terça-feira não caminhamos. Visitamos a vinícola e a adega que ficam dentro da própria pousada, também guiados por Méris. Depois dançamos ao som da gaita e da voz de Rick Sanfoneiro, que tem um repertório vastíssimo e alegrou nosso baile de Carnaval, na noite anterior. As fantasias estavam bem diversificadas: mágico, policial e bandido, rei Arthur, havaiana, bruxa, mulher maravilha…Não esquecendo os homens vestidos de mulher, que eram

vários. Outro detalhe muito interessante é que durante todos esses dias o chopp, delicioso, estava liberado para nós.

Após o almoço – mais duas suculentas costelas preparadas no fogo de chão – retornamos para Florianópolis reabastecidos, como os tropeiros de antigamente, porém não de água e pasto, mas, sim, de energia vital.

O QUE TORNA UM CAMINHO BOM???

 Iolanda Villas Boas Fin

Um bom caminho não precisa ter tempo bom, ser amplo, sem obstáculos. O que torna bom o caminho é estar com os Amigos do Caminho. Boas companhias, boas risadas, bons dias e boas noites, o novo se fez presente neste fim de semana do Carnaval, a vida tornou-se especial, como vocês, amigos, são. Nosso espirito aventureiro e desbravador espantou a solidão e transformou-se numa experiência de família. Gratidão!

Fevereiro/2019

Fotografia: Autores Diversos