Caminho Brasileiro – Santiago Compostela

Abertura-postagem-caminho-brasileiro

A Origem

O Cabildo Metropolitano da Catedral de Santiago de Compostela, em 2016, decidiu que: “Dada la tradición históricamente documentada, de la llegada de numerosos peregrinos a través del puerto coruñés, se concede la posibilidad de obtener la Compostela a aquellos que, habiendo hecho parte del Camino en sus países o regiones de origen, hagan a pie la distancia que separa el puerto de A Coruña de la Catedral Compostelana”.

Fábio Tucci Farah é membro da Archicofradia Universal del Apóstol Santiago e, como tal, recebeu apoio para a criação, no Brasil, de uma etapa complementar ao caminho de A Coruña a Santiago de Compostela. Em documento oficial, com data de 7 de fevereiro de 2017, assinado por Don Segundo L. Pérez Lopes, Deão-Presidente do Cabildo Metropolitano, este faz saber que: “El Cabildo de la Catedral Compostelana apoya el “proyecto de creación de um trayecto en Brasil que complete esta peregrinación desde A Coruña y permita a los peregrinos brasileiros obtener la Compostela recorriendo esta ruta”.

Não é, de forma alguma, o Caminho de Santiago em si. Trata-se – tão-somente – de uma complementação para totalizar os 100 quilômetros exigidos para o recebimento da Compostela (certificado de peregrinação).

O Caminho no Brasil.

Em sua busca por um local que oferecesse condições de tornar-se o Caminho Brasileiro de Santiago de Compostela, os peregrinos Fábio Tucci Farah e Mariana de Assis Viana Mansur sugeriram a Ilha de Santa Catarina, ideia encampada pela Associação Catarinense dos Amigos do Caminho de Santiago de Compostela – ACACSC. A Associação, por sua vez, definiu o trajeto de acordo com os critérios estabelecidos: distância mínima de 20 quilômetros, iniciando em uma igreja, passando por duas outras e chegando a uma quarta igreja.

O Caminho Brasileiro, foi consagrado em 29 de junho de 2017, com a participação de mais de 500 caminhantes, sendo, a partir de então, reconhecido pelo Cabildo Metropolitano da Catedral de Santiago de Compostela e oficialmente integrado ao trajeto histórico de A Coruña a Santiago de Compostela, totalizando os 100 quilômetros exigidos.

O trecho de 21 quilômetros que se tornou o Caminho Brasileiro de Santiago de Compostela está localizado no Norte da Ilha, entre as praias de Canasvieiras e Ingleses. O trajeto nacional começa na Igreja Nossa Senhora de Guadalupe, em Canasvieiras, passando pelas igrejas de São Pedro (Ponta das Canas) e de Nossa Senhora dos Navegantes (Ingleses), e termina no Santuário Sagrado Coração de Jesus, na praia dos Ingleses. O peregrino deverá obter em cada uma das quatro igrejas o carimbo que identifica a etapa percorrida. Para isso, deve ter em mãos a credencial oficial do Caminho de Santiago de Compostela.

Para realizar o trecho brasileiro do Caminho, recomenda-se o uso de botas de trilha, de bastões e de uma pequena mochila para levar apenas o essencial, principalmente água e lanche. Maior parte do trecho não oferece dificuldade, exceção feita às passagens das praias da Lagoinha para a Brava e da Brava para Ingleses. Tempo estimado: cinco a seis horas de caminhada.


Observação: O traçado do Caminho Brasileiro de Santiago de Compostela é parte do Caminho da Ilha, idealizado pela ACACSC, em 2006, num total de 188 quilômetros. A caminhada, organizada anualmente pela Associação, tem por objetivo preparar física e psicologicamente os peregrinos para o Caminho de Santiago de Compostela. Ao longo de suas oito etapas, os participantes contornam a Ilha de Santa Catarina por trilhas, praias, costões e freguesias, cujo casario e igrejas são Patrimônio Histórico.


capa livreto

Como realizar o Caminho Brasileiro de Santiago de Compostela

A ACACSC disponibiliza informações sobre o Caminho Brasileiro de Santiago de Compostela aos peregrinos interessados. Sem guia, apenas seguindo a sinalização e as informações em anexo.

Basta imprimir uma das opções:
(1) em tamanho A4 (clique aqui)
(2) em forma de livreto (clique aqui)

Atenção: para obtenção dos carimbos, é necessário ter em mãos a Credencial de Peregrino.